Inconfidência Mineira
Início do Portal Tuia.com.brHome Sugestões de leitura Considerações finais

Alfaiates
República de 1817
Balaiada
Backmans
Cabanada
Cabanagem
Canudos
Chibata
Guerra do Contestado
Guerra dos Emboabas
Confederação do Equador
Revolução Farroupilha
Revolução de 1924
Revolução de 1930
Revolução de 1932
Revolução de 1964
Forte de Copacabana
Guerra do Paraguai
Inconfidência Mineira
Índios: A luta de 500 anos
Intentona Comunista
Invasões holandesas
Revolta de Juazeiro
Cangaço
Guerra dos Mascates
Negros - A luta inconclusa
Revolução Praieira
Coluna Prestes
Quebra-quilos
Revolta do Malês
Revolta da Sabinada


Bandeira da Inconfidência e atual Bandeira de Minas Gerais

Inconfidência Mineira







 


Visconde
de Barbacena

A Inconfidência Mineira foi um movimento de revolta surgido em Minas Gerais nos anos de 1780 contras impostos sobre atividades mineradoras na região das Gerais. O declínio da produção de  ouro e pedras preciosas a partir de 1760,  aumentou a sanha da coroa portuguesa em cobrar da colônia aquilo que era pago como antes. Dai vários atos e impostos para serem executados. A Derrama era um exemplo de cobrança dos impostos atrasados.

A Conjuração Mineira surgiu nos meios intelectuais a princípio como revolta contra o que estava ocorrendo na região, revolta de um povo oprimido pela metrópole, mas em seguida os integrantes do movimento tendo por base,  a Revolução Francesa que estava acontecendo na Europa e a Independência do Estados Unidos, resolveram incluir no plano da Conspiração a idéia da Independência. 

Os integrantes da Conjuração Mineira foram como dito anteriormente, era na maioria pessoas dos meios intelectuais e da camada superior da sociedade mineira, com exceção de poucos que eram da camada empobrecida, tais como o alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.e o cônego Luís Vieira da Silva.entre eles estavam Cláudio Manuel da Costa, Tomaz Antonio Gonzaga, Alvarenga Peixoto.

A Conjuração devia acontecer quando a senha fosse passada assim: "Hoje é dia do batizado". Tiradentes em sua passagem pelo Rio de Janeiro para conseguir novos adeptos, tentou convencer o coronel Joaquim Silvério dos Reis que era um dos mineradores e que devia uma alta soma   à Coroa. Silvério dos Reis temendo que o movimento fracassasse, resolveu denunciar o movimento em troca de perdão. Foram presos 34 pessoas, dentre elas cinco padres. Das 11  condenações à morte que  depois  foram transformadas em degredo por D. Maria da Glória,  só foi mantida a de Tiradentes, pois na hora do pânico seus companheiros o acusaram como o cabeça do movimento e tentaram ridicularizá-lo. Tiradentes a princípio negou tudo, mas em seguida confessou sem, no entanto, acusar qualquer um de seus companheiros como se pode verificar nas atas do processo. Tiradentes foi condenado à morte pela forca e assim executado no Campo de São Domingos,  no Rio de Janeiro no dia 21 de abril de 1792. Após a execução  seu corpo foi esquartejado e exposto à execração pública nas ruas de Vila Rica, hoje Ouro Preto em Minas Gerais.

Biografia de Tiradentes

Exerceu diversos trabalhos entre eles minerador e tropeiro. Tiradentes também foi alferes, fazendo parte do regimento militar dos Dragões de Minas Gerais.

Junto com vários integrantes da aristocracia mineira, entre eles poetas e advogados, começa a fazer parte do movimento dos inconfidentes mineiros, cujo objetivo principal era conquistar a Independência do Brasil. Tiradentes era um excelente comunicador e orador. Sua capacidade de organização e liderança fez com que fosse o escolhido para liderar a Inconfidência Mineira. Em 1789, após ser delatado por Joaquim Silvério dos Reis, o movimento foi descoberto e interrompido pelas tropas oficiais. Os inconfidentes foram julgados em 1792. Alguns filhos da aristocracia ganharam penas mais brandas como, por exemplo, o açoite em praça pública ou o degredo.

Tiradentes, com poucas influências econômicas e políticas, foi condenado a forca. Foi executado em 21 de abril de 1792. Partes do seu corpo foram expostas em postes na estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais. Sua casa foi queimada e seus bens confiscados.

Conclusão : Tiradentes pode ser considerado um herói nacional. Lutou pela independência do Brasil, num período em que nosso país sofria o domínio e a exploração de Portugal. O Brasil não tinha uma constituição, direitos de desenvolver indústrias em seu território e o povo sofria com os altos impostos cobrados pela metrópole. Nas regiões mineradoras, o quinto (imposto pago sobre o ouro) e a derrama causavam revolta na população. O movimento da Inconfidência Mineira, liderado por Tiradentes, pretendia transformar o Brasil numa república independente de Portugal.

 














História Geral
História do Brasil
Constituições
Lutas do Povo   Revoluções
Datas Importantes
Familias dos Presidentes
Tratados 
Vídeos Históricos

História do Brasil  |  Família | Educação e Cultura   |  Esporte e Lazer  |Religião  |  Direito Brasileiro   |  Meio Ambiente  |  Músicas  | Notícias, Casos, Contos e Causos  |  Sabesp 

    Topo da Página            Início do Site

Websites [ Tuia.com.br ]                                 Bloco: Lutas Brasileiras
Faustino Emílio da Silva          Contatos: Faust@tuia.com.br.
Última atualização: sábado, 20 de novembro de 2010